DHMed

Calibração de Equipamentos Médico-Hospitalares

Em um ambiente hospitalar, além das manutenções é necessário realizar a calibração dos equipamentos de forma regular. O conceito de calibração pode ser definido como a comparação entre dois sistemas de medição de dispositivos que mostram valores de referência conforme um padrão certificado.

Conceitos

No passado, o termo calibração era entendido como o ato de abrir o equipamento e realizar sua manutenção, com o objetivo de que o equipamento voltasse a estar dentro dos parâmetros estabelecidos pelo fabricante. O termo aferição era definido como a comparação entre os valores medidos entre um padrão de referência e o valor efetivamente medido pelo equipamento em análise. Com o passar do tempo, os conceitos técnicos sofreram mudanças com o objetivo de se adequarem a terminologia internacional de metrologia. Atualmente, a palavra aferição não é mais utilizada, sendo substituída então pela palavra calibração.

Os conceitos atuais são:

  • Calibração: Ato de comparar a leitura dos valores gerados de um equipamento sob teste e comparar com um medidor padrão;
  • Ajuste: Ato de corrigir os valores de um equipamento que apresentou erro no processo de calibração;
  • Manutenção: Ato de aplicar a troca de partes ou peças para o pleno restabelecimento das funções do equipamento.

Como funciona o processo de calibração?

O processo de calibração  é feito através da comparação direta do instrumento a ser calibrado com um instrumento que é periodicamente avaliado com base em normas internacionais, chamado de “padrão”. De forma resumida, os dois aparelhos são colocados nas mesmas condições controladas, para que as duas medições possam ser comparadas e analisadas matematicamente, gerando um certificado de comprovação da conformidade do equipamento.

Certificado de calibração

Para cada equipamento que for submetido ao processo de calibração, é emitido um certificado de calibração e o mesmo é assinado pelo responsável técnico pela execução da calibração e também pelo responsável técnico pelo hospital. 

Porque é importante realizar a calibração?

  • Segurança: A calibração de equipamentos hospitalares garantirá que os mesmos funcionem atendendo às especificações do fabricante, além de garantir que os resultados obtidos serão muito mais próximos às alterações reais nas condições do paciente.
  • Rastreabilidade: O certificado de calibração contém dados possíveis de serem rastreáveis, desta forma é possível rastrear quais equipamentos estão aptos para uso e quais necessitam de manutenção.
  • Acreditação: Se o hospital estiver buscando a acreditação (que é o conjunto de procedimentos para certificar os serviços em saúde) através da ONA (Organização Nacional de Acreditação) todos os equipamentos devem estar calibrados.
  • Normas: A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) preconiza as diretrizes do programa de gestão de equipamentos médico-hospitalares, onde estas diretrizes são definidas através de normas. Já os equipamentos usados para realizar o processo de calibração, precisam possuir padrões rastreáveis à RBC (rede brasileira de calibração) e INMETRO.

O processo de calibração da DHMed

O processo de calibração da realizado pela DHMed segue a norma ABNT NBR ISO 17025, onde são utilizados padrões de referência mundial (Fluke Biomedical) e rastreáveis pela Rede Brasileira de Calibração (RBC). Além da calibração, é realizado o teste de segurança elétrica que segue a norma ABNT NBR IEC 60601-1.

  • Oxímetro de Pulso; 
  • Monitor Multiparâmetro;
  • Aparelho de Anestesia;
  • Vaporizador de Agente Anestésico;
  • Ventilador Pulmonar;
  • Incubadora Neonatal; 
  • Berço Aquecido; 
  • Fototerapia; 
  • Eletrobisturi;
  • Cardioversor / Desfibrilador / DEA;
  • Eletrocardiógrafo;
  • Teste de segurança elétrica;
  • Entre outros.

Clique aqui e solicite informações

Compartilhe nas suas redes sociais!