DHMed

O que é a ventilação mecânica?

Ventilação Mecânica

O que é a ventilação mecânica?

O oxigênio do ar inspirado é levado dos alvéolos para as hemácias, presentes nos capilares pulmonares, através de um processo de difusão. Em um processo respiratório normal o sangue abundante em oxigênio, chega até o átrio esquerdo através das veias pulmonares e a partir daí levado para o ventrículo esquerdo, de onde é ejetado pela sístole ventricular até os tecidos. Em muitas situações o corpo do paciente não consegue completar o ciclo corretamente, a ventilação mecânica é indicada para auxiliar a entrada e saída de ar nos pulmões.

Como a ventilação mecânica funciona?

Existem dois tipos principais: 

  • Através de um tubo de plástico colocado na traqueia (chamada ventilação invasiva, porque o tubo “invade” o corpo)
  • Através de uma máscara ajustada à face (chamada ventilação não invasiva)

Ventilação invasiva

A ventilação invasiva é usada para pessoas que necessitam de maior ajuda com a respiração, neste método os tubos podem ser inseridos na traqueia através da boca, nariz ou através de um pequeno orifício na frente do pescoço (traqueostomia).

Ventilação não invasiva

A ventilação não invasiva é usada para pacientes que conseguem respirar sozinhos mas que precisam de alguma ajuda.

Quais são as possíveis consequências da ventilação mecânica?

A ventilação mecânica pode trazer complicações como pneumotórax para o paciente, lesões das vias aéreas pneumonia entre outros. A pneumonia é uma das principais complicações da ventilação mecânica e está diretamente relacionada ao tempo de permanência durante o uso desta terapia. A presença do tubo na traqueia facilita a colonização de bactérias por conta da interrupção do transporte natural de secreções.

O grande impacto da ventilação protetora pulmonar

Com nossos ventiladores, é possível garantir segurança do paciente além de permitir as trocas gasosas nos pulmões, acelerar o processo de desmame da ventilação mecânica, tratar as causas subjacentes da doença e auxiliar na recuperação do paciente. Saiba por que tudo isso é vital e como fazer a implementação nos seus ambientes de trabalho.

Clique aqui e solicite informações

Compartilhe em suas redes sociais!